You are currently browsing the category archive for the ‘Novidades’ category.

 

Dzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzz…
Dzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzz…
Dzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzzzzz…
Dzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzzzzzzzz…
Dzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzz Dzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz…, foi barulho que ouvi durante três horas seguidas. Mas valeu a pena!

Ficou linda, né?
Obs: Eu que fiz o desenho. Fiquei tão orgulhooosa…hahaha…

 

mandala

mandala

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beijos e um ótimo feriado à todos!!!

=}

 

 

Bonjour meus amigos!

 

Novidades na área:

Já que resolvi voltar, voltei com tudo.

Inclusive com um cantinho novo dedicado ao que sempre gostei desde que me entendo por gente: ARTE!!

 

Arte de qualquer jeito…

No canto, na poesia, nos quadros, nas danças, nos artesanatos, na melodia, na escrita, na rua…

 

Arte em tudo!

Espero que gostem!

 

 

CriArte!

http://artealternativa.wordpress.com

 

 

Nenhum artista vê as coisas como são na realidade.

Se o fizesse, deixaria de ser artista.

Oscar Wilde

Sintaxe à vontade

"Todo sujeito é livre para conjugar o verbo que quiser.
Todo verbo é livre para ser direto ou indireto.
Nenhum predicado será prejudicado;
Nem tampouco a vírgula, a crase, nem a frase, e nem o ponto final!
Afinal, a má gramática da vida nos opõem entre pausas, entre vírgulas; e estar entre vírgulas é aposto.
E eu aposto o oposto que vou cativar a todos, sendo apenas um sujeito simples!"


GALERIA NAGULHA

julho 2017
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Tem gente!

Sobre a Leitura



"Deve-se ler pouco e reler muito.
Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem.
É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos."

Nelson Rodrigues


"Apenas se deveriam ler os livros que nos picam e que nos mordem.
Se o livro que lemos não nos desperta como um murro no crânio, para quê lê-lo?

Franz Kafka.
SOBRE A ESCRITA...

"O que é que eu posso escrever? Como recomeçar a anotar frases? A palavra é o meu meio de comunicação. Eu só poderia amá-la!"


"Devemos modelar nossas palavras até se tornarem o mais fino invólucro dos nossos pensamentos.
Sempre achei que o traço de um escultor é identificável por uma extrema simplicidade de linhas.
Todas as palavras que digo - é por esconderem outras palavras."


"Escrevo porque encontro nisso um prazer que não consigo traduzir
Não sou pretenciosa.
Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando "...


"A palavra é minha quarta dimensão.
[...] escrever é o modo de quem tem a palavra como isca: a palavra pescando o que não é a palavra. Quando essa não-palavra - a entrelinha - morde a isca - alguma coisa se escreveu."


"Eu só escrevo quando eu quero. Sou uma amadora, e faço questão de continuar a ser amadora.
Profissional, é aquele que tem uma obrigação consigo mesmo de escrever, ou então em relação ao outro.
Agora eu faço questão de não ser profissional, para manter a minha liberdade"

Clarice Lispector

Twitter

“PRATRÁSMENTE…”

ARQUIVOS

Folheie!

  • 29,682 Folheadas




"É somente pelo amaciamento e disfarce da carne morta através do preparo culinário, que ela é tornada susceptível de mastigação ou digestão; e que a visão de seus sucos sangrentos e horror puro, não criam um desgosto e abominação intoleráveis."

Percy Bysshe Shelley.

DOE-SE

Alegria!



Vida!